skip to Main Content

Chá artesanal: o que é e onde comprar o seu?

O mundo do chá artesanal é vasto e, cada vez mais, conquista fãs ao redor do mundo devido à alta qualidade da bebida e ao bem-estar que o seu consumo cotidiano pode surtir no corpo, na mente e até na energia.

O chá é, inclusive, a bebida mais ingerida no mundo, segundo uma pesquisa da Euromonitor International. Por mais, que no Brasil, este ainda seja um costume em ascensão, o levantamento da Varejo S.A. demonstra que o consumo do líquido cresceu 53% em nove anos. Em outras palavras, cada vez mais tea lovers estão surgindo!

Mas, afinal, o que são chás artesanais? Onde comprar o seu? Como distinguir um blend feito à mão dos comumente encontrados no mercado? Essas dúvidas são frequentes entre quem está iniciando o contato com o universo místico da bebida mais consumida do mundo.

Por isso, neste texto, separamos o que você precisa saber para se tornar uma tea lover de carteirinha e ainda descobrir onde comprar chá artesanal de qualidade. Boa leitura!

Glossário do chá

Antes de entender o que de fato é um chá artesanal, é válido conhecer alguns termos que circulam ao redor deste universo de sabores, aromas e sensações. Conheça-os:

O que é “chá”?

Comumente falando, entendemos que chá é toda mistura de ervas, plantas, frutas, flores e especiarias que fica um tempo em infusão antes de ser ingerida. No entanto, a teoria define a bebida de uma forma mais nichada.

Para tea blenders, sommeliers e outros profissionais da área, conceitualmente, chás são apenas aquelas bebidas que possuem, nos ingredientes, a planta Camellia sinensis.

Diferentes bebidas preparadas a partir da Camellia sinensis servidas em tábua de madeira.
Para especialistas, chás são apenas bebidas preparadas à base da Camellia sinensis.

Os mais conhecidos são o chá verde, o preto e o branco, cada um produzido de uma forma específica e diferente para valorizar distintos sabores e benefícios obtidos a partir da Camellia

O que é “infusão”?

Entender o que é infusão de chá é importante para conseguir distinguir o termo do conceito que estamos mais familiarizados.

Quando falamos em infusão, pensamos de imediato no processo químico de deixar certos ingredientes — como as plantas — em água quente por certo tempo. No entanto, no mundo dos chás, o termo também tem outro conceito.

Infusão, neste contexto, seria todas as outras bebidas que não possuem Camellia sinensis entre os ingredientes. Logo, blends com frutas, flores, especiarias e outras plantas se encaixam nesta categoria.

Para além disso, as misturas entre ervas, flores e frutas também podem ser conhecidas tecnicamente como tisana. No Brasil, essa palavra é pouco conhecida, porém também está presente no mundo dos blends.

Você pode, agora, estar se perguntando se existe algum problema em se referir a todos como chá — e a resposta é não! É um costume, no Brasil, usar a palavra para vários blends, sejam eles produzidos com a Camellia ou não.

Portanto, está tudo bem usar o termo para tudo. Conhecer a diferença é importante para quando, por exemplo, você for comprar um rótulo. Dessa forma, pode analisar atentamente a embalagem e saber distinguir os tipos de chá.

O que é “blend”?

Blend de chá” é outra expressão bastante comum no universo dos tealovers — inclusive, neste texto, já a citamos algumas vezes! 

Um blend é toda mistura de ingredientes que, de alguma forma, se complementam. Podemos encontrar o termo em rótulos de vinhos, de café, e, evidentemente, de chás.

Diferentes blends de chás da Kãfa servidos em uma peça de madeira.
Os blends são misturas de plantas, flores, frutas e especiarias que resultam na bebida depois de infusionadas.

Nesse caso, são combinadas frutas, flores, especiarias e plantas que harmonizam entre si e que liberam sabor e aroma quando infusionados.

Afinal, o que é chá artesanal?

O chá artesanal é aquele produzido a partir de ervas, flores, frutas e especiarias de forma manual, com ingredientes escolhidos a dedo e preparados com atenção para que eles proporcionem uma experiência única e incrível.

No caso de plantas e flores, por exemplo, elas vêm de produtores especialistas em cultivo e, muitas vezes, são livres de compostos nocivos ao organismo, como agrotóxicos. Quando chegam na tea blender — a profissional que faz combinações entre os ingredientes —, ela escolhe e separa manualmente as plantas, para retirar impurezas e selecionar os melhores brotos e folhas.

Já as frutas são secas no próprio ateliê ou no estúdio para que fiquem no ponto perfeito. Assim, na hora da infusão, o sabor e o aroma são liberados da forma ideal para que o chá fique delicioso e cheiroso.

Danielle, fundadora da Kãfa, preparando os insumos para criar um blend.
Os insumos dos chás artesanais são todos preparados a mão para que a bebida seja rica em sabores, aromas e benefícios.

Os chás artesanais também não possuem saborizantes, conservantes, açúcares artificiais e outros industrializados. Dessa forma, você recebe um blend de qualidade e que de fato traz benefícios à saúde, já que os ingredientes são naturais e de boa procedência.

Outra vantagens dos blends artesanais é o fato de que o sabor e o aroma da bebida são supervalorizados, já que os ingredientes são bem processados e trabalhados da melhor maneira para que o chá seja aromático e delicioso.

Por serem feitos por uma tea blender, os blends artesanais resultam em combinações coerentes, saborosas, repletas de harmonização e que são uma verdadeira experiência sensorial. Plantas, frutas, flores e especiarias se unem na xícara para proporcionar um momento único na hora que você ingerir a bebida.

Qual a diferença entre um chá artesanal e o de mercado?

O chá de mercado possui muitas diferenças quando comparado ao artesanal. Entenda mais quais as principais distinções:

Benefícios mínimos

Os chás de saquinho são produzidos a partir de folhas trituradas e, nesse processo, elas perdem suas propriedades nutritivas e seu óleo essencial, que seriam liberados durante a infusão.

Diferentes blends de chás em cima da mesa, ao redor de uma xícara da bebida.
Os chás artesanais são mais saborosos e benéficos à saúde que aqueles de saquinho.

Já o blend artesanal é preparado com folhas escolhidas cuidadosamente. As partes da planta que irão para a lata de chá são selecionadas a dedo, secas e divididas em pedaços menores para facilitar na hora de preparar a bebida. Ainda assim, é possível ver folhas com clareza, visto que não é praticamente um pó — como o de saquinho.

Qualidade

No chá de saquinho, os ingredientes estão triturados a ponto de se assemelhar a pó. Dessa forma, não é possível identificá-los ou descobrir a origem do sabor.

Os blends artesanais, por outro lado, são produzidos com produtos grandes o bastante para que você identifique cada ingrediente. Dessa forma, pode comprovar de onde vem o sabor e consegue analisar a procedência de cada planta, flor, fruta ou especiaria.

Sabor

No processo de trituração citado e na perda dos óleos essenciais, os ingredientes do chá de saquinho tendem a perder seu sabor. Dessa forma, muitas marcas adicionam aromatizantes industrializados para que o gosto da bebida se aproxime do descrito na embalagem.

Chá artesanal preparado em xícara de vidro. Ao lado, o infusor com a borra.
A complexidade de sabores dos blends artesanais é rica e supersaborosa.

Os chás artesanais não passam por esse processo. Como os ingredientes são naturais e não há aditivos, é possível encontrar uma complexidade gigantesca de sabores, como blends doces, cítricos, ácidos, picantes e muito mais!

Benefícios à saúde

Os chás de saquinho, na maioria das vezes, são produzidos com  aromas artificiais. Dessa forma, os ingredientes perdem seus principais benefícios à saúde durante a trituração e são distorcidos por industrializados.

Por outro lado, os blends artesanais são feitos com ingredientes de boa procedência, o que garante nutrientes e benefícios físicos, mentais e até energéticos. 

Rendimento

Ao contrário do chá de saquinho, que só pode ser usado uma vez e depois é descartado, o artesanal pode passar por reinfusão, ou seja, é possível usar a mesma quantidade de chá para preparar de duas a três xícaras de bebida.

Em outras palavras, 2 g de chá rendem, no mínimo, duas xícaras. Basta dobrar o tempo de infusão depois de preparar a bebida pela primeira vez.

Conheça a Kãfa

Se você está se perguntando onde comprar seu chá artesanal agora que percebeu os benefícios dele, fique tranquila e conheça a Kãfa!

Latas de chás da Kãfa posicionadas em frente a uma rede de palha trançada.
A Kãfa é uma marca especialista em blends artesanais.

A marca cujo nome vem de uma palavra Kaingang, que significa “plantas que curam”, surgiu a partir do desejo de criar elos por meio de xícaras de chás. Diariamente, criamos conexões por meio de nossos blends artesanais.

As combinações de ingredientes são desenvolvidas por Danielle de Paula Oliveira (no Instagram, @dani.kafachas), bióloga, engenheira agrônoma, mestra em Ciências Ambientais e doutora em Agronomia. Apaixonada pelas plantas desde muito jovem, ela se formou como sommelier de chás e tea blender, já desenvolvendo blends para outras empresas.

Nosso propósito é levar chás e infusões de qualidade para diversos momentos da sua vida. Dessa forma, você encontra sua bebida preferida para trabalhar, relaxar, tomar com os amigos e até fazer drinks.

Todos os rótulos são desenvolvidos para encontrar, em você, um elo. Os ingredientes são separados manualmente e encomendados de fornecedores confiáveis, para que seu chá seja delicioso e repleto de benefícios.

Para conhecer mais os nossos produtos, acesse o site. Cada um deles possui descrição detalhada, que aponta as vantagens do blend para a saúde e para a energia, dicas de harmonização e modo de preparo.

Entre chá branco, verde, preto, infusões e chais, você certamente encontrará seu blend preferido. Clique na imagem abaixo e conheça o site da Kãfa!

Clique para conhecer os blends de chá da Kãfa.

Sommeliere de chás e tea Blender, bióloga e engenheira agrônoma, mestra em Ciências Ambientais e doutora em Agronomia.

Este artigo tem 6 comentários

  1. Gostaria de saber se todos os chás da Kãfa, podem ser feito infusão quente ou gelada.
    Sou nova nesta área de chás, mas quero me tornar uma consumista de chá nata. E quero passar a ser uma cliente assídua. Obrigada

    1. Olá Geni, todos podem ser tomados quentes ou gelados, com certeza. Para a preparação da infusão gelada, recomendamos preparar pelo método de resfriamento rápido. Utilize o dobro da quantidade de chá e 100 ml de água aquecida. Deixe em infusão por 5 a 10 minutos e acrescente um copo com bastante gelo. Gratidão pelo “ELO”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Buscar
Cart
  • No products in the cart.